SEO

SEO

9 técnicas para aperfeiçoar o SEO do seu site em 2018

2 Fev , 2018  

No atual mundo do SEO terá de ser proactivo para manter (ou subir) a posição da sua empresa nos rankings de pesquisa da Google.

Apesar de não existirem mudanças disruptivas nos últimos tempos, deverá  consultar a lista abaixo e garantir que irá fazer de tudo para estimular o seu ranking e acolher o tráfego do Google.

Em baixo encontra 11 dicas de SEO que não poderá perder em 2018, assim como pequenas descrições para refrescar a sua memória, caso tenha esquecido daquilo que é necessário. Se ainda não aplicou qualquer uma delas, não se preocupe, ainda estamos no início do ano e pode agora dar um refrescante ímpeto à sua jornada rumo ao topo dos rankings das suas keywords segmentadas!

 

1  –  Adicione Conteúdo de Elevada Qualidade ao seu Website

 

O conteúdo é aquilo que os motores de busca querem ver, e isto não é simplesmente qualquer coisa – terá de ser conteúdo de alta qualidade que estimule o envolvimento. Tente escrever material que tenha pelo menos 1.500 palavras, pois artigos mais extensos tendem a ter melhor posições nos SERPs, e é precisamente isso que estamos a tentar alcançar.

 

2 – A Velocidade do seu Website

 

Muitos esquecem que o tempo de carregamento do website é um fator significativo no posicionamento nos SERPs. Se o seu website é rapidamente carregado, os seus visitantes terão uma melhor experiência e o Google aumentará a sua classificação. Se o seu site carrega lentamente, as pessoas terão uma experiência de menor qualidade e sairão; o Google irá fazê-lo cair nos rankings, pois estará a dar aos seus visitantes uma fraca experiência.

 

3 – Construa Backlinks de Alta Qualidade

 

Uma das melhores formas de aumentar os seus rankings é conseguir backlinks de alta qualidade e esperar que o Google e outros motores de busca aumentem os seus rankings para keywords segmentadas. Para obter esses backlinks de alta qualidade, deverá focar-se em websites de nicho e inserir um hyperlink HTML numa página que redirecionará para a sua.

Assegure-se de que utiliza um texto de âncora diretamente relacionado com a página que está a linkar, para garantir o melhor resultado.

 

4 – Adquira Backlinks “Linkless”

 

Este tipo de SEO está a tornar-se cada vez mais comum, ano após ano. Pode mencionar o nome ou website da sua empresa, sem linká-la, e o Google é, por estes dias, suficientemente esperto para perceber que as pessoas estão a falar sobre o seu site ou empresa. Após a menção irá eventualmente ganhar um ligeiro impulso nos rankings, e tornar-se-á uma figura mais prominente, o que é aquilo que todos os websites estão à procura com o SEO.

 

5 – Links Internos Corretamente Definidos

 

Os links internos são sempre bastante importantes e isso manter-se-á em 2018, ou seja, terá de continuar a linkar as suas páginas internas entre si. Os links internos ajudam os motores de busca a compreender o seu website e a perceber melhor o que ele representa. Quanto mais páginas o Google engatinhar, melhores serão as suas oportunidades de se classificar para as suas keywords segmentadas, e isso significa que poderá ter mais tráfego num período temporal mais curto.

 

6 – Páginas Adaptadas a Dispositivos Móveis

 

Recentemente, o Google afirmou que está a dar prioridade a páginas web responsivas, adaptadas a dispositivos móveis, tendo estas uma melhor classificação do que qualquer website que não seja responsivo. Tendo em conta que mais de 40% do tráfego registado pelo Google advém de smartphones, o Google pretende comandar as massas e mostrar apenas websites responsivos, com o intuito de aumentar a satisfação durante a navegação online.

 

7 – Rank Brain do Google

 

Quando o Google lançou o RankBrain, não houve quem não se debruçasse sobre ele, e não tínhamos a certeza absoluta do que este iria fazer. A pouco e pouco, percebemo-lo e sabemos agora que se concentra na relevância dos títulos dos seus artigos (por exemplo), para saber o tempo que as pessoas gastam na sua página.

Se alguém clica no seu título atrativo, mas fica na página durante 2 segundos e sai, terá um ponto contra si e provavelmente cairá um pouco nos rankings. Se alguém clica no seu título, e depois lê todo o artigo, provavelmente conseguirá aumentar ligeiramente a sua posição já que o leitor adorou a sua página.

 

8 – Os Carateres do Google Aumentaram de 160 para 230 (Meta Description)

 

Não foi há muito que o Google aumentou o seu limite indexado de carateres da meta description, de 160 para 230. Ou seja, poderá agora incluir mais keywords dentro do limite de 230 carateres do que com os 160 anteriores, aumentado as suas oportunidades de mostrar ao Google aquilo que o seu website é, estimulando assim a sua classificação.

 

9 – Conteúdo – Acima de Rei

 

Tenho a certeza de que já ouviu a frase ‘o conteúdo é rei’. Isto deixou de ser verdade, pois agora o conteúdo escalou um patamar para o nível de um Deus. Já não basta publicar algo mal escrito uma vez por mês – ou, pior, utilizar spinners de texto ou reciclar conteúdo antigo.

Actualmente os conteúdos deverão ser (obrigatoriamente) originais e não devem violar os direitos de propriedade intelectual de outrem, tal como deverão ser relevantes e úteis para a sua indústria e público. Para imagens e vídeos, deverá incluir um título, uma etiqueta ALT, uma descrição e, se for apropriado, os créditos ao artista original (se estiver, por exemplo, a utilizar imagens licenciadas sob o acordo creativecommons).

Deverá sempre qe possível mencionar a fonte de pesquisa e citações, onde tal for aplicável. Por último deverá utilizar as redes sociais para que a sua marca seja identificável em todas as plataformas e para que o conteúdo seja distribuído. Isto é agora mais importante do que nunca, sinais sociais (gostos no Facebook, +1s no Google, Retweets, etc.) indicam que o seu conteúdo é útil, tendo em conta que as pessoas o leem/observam e, idealmente, partilham e comentam.

 

 

 

2 Excelentes ferramentas para ajudá-lo a começar:

 

– Google Apps (Gratuito)

O Google é o motor de pesquisa mais utilizado na internet – é o serviço de pesquisa número um entre clientes. Tem um elevado impacto na estratégia de SEO quando o seu algoritmo é alterado. O Google também oferece bastantes serviços úteis, para que possa agregar e analisar dados acerca do seu website e desempenho. Todas estas ferramentas são gratuitas.

 

  • Trends – Esta ferramenta permite-lhe comparar keywords e analisar como os utilizadores estão a pesquisar no Google. O Google Trends pode ser bastante útil quando compara o seu negócio com a concorrência, ou quando encontra os termos de pesquisa corretos para o seu negócio;

 

  • Analytics – O Google Analytics é uma ferramenta valiosa que oferece dados aprofundados sobre o desempenho do seu website. Analise elementos como visualizações, visualizações únicas, a forma como os seus utilizadores estão a chegar ao seu website e informações sobre o seu público;

 

  • Search Console – A Google Search Console ajuda a que o seu negócio seja encontrado no Google. O Google também fará um test drive ao mapa do seu site e determinará se existem erros a serem corrigidos. Ao utilizar a Search Console, pode terá a certeza de que o Google encontra o seu site, utilizando os dados para saber quais os produtos que têm mais sucesso no seu site;

 

  • PageSpeed Insights – Com o PageSpeed Insights, o Google analisa a rapidez da sua página e dá-lhe sugestões que pode implementar para melhorar a velocidade do carregamento, tanto em computadores como em dispositivos móveis. A velocidade do seu website pode ter impacto no SEO e, como tal, é importante monitorar o seu desempenho para garantir a sua relevância em motores de busca como o Google.

 

– Majestic (Pago)

 

A Majestic é uma base de dados de links com URLs indexados de toda a internet. A Majestic atualiza diariamente a sua base de dados, para que esteja sempre a ver os dados mais recentes. Também prioriza sites com backlinks, para que obtenha informação sobre o seu website e também da sua concorrência. Dá-lhe informação sobre de onde estão a vir os seus links, o quão forte é cada um deles, um texto de âncora detalhado sobre eles e, também, o conteúdo no seu website que está a ser linkado.

A ferramenta é intuitiva e visual, portanto pode confiar nos gráficos e noutros perfis digitais a fim de digerir e analisar os dados. A Majestic tem uma versão gratuita, e uma versão Pro que custa cerca de 90€ mensais.

 

 

Conclusão

 

Se está preocupado com o facto de a lista ser demasiado longa, não se preocupe, não é necessário muito trabalho para implementar todas estas pequenas ferramentas ao longo de várias semanas. O SEO é um jogo de paciência e não um sprint, portanto não se preocupe em fazer tudo numa semana ou duas. Aqueles que aceleram as suas campanhas de SEO são também os que inevitavelmente ficam mal vistos perante o Google. Leve o seu tempo, trabalhe no seu negócio e veja os seus rankings a subirem paulatinamente.

Clique no ícone para partilhar com os seus amigosShare on Facebook
Facebook

,

By  
Entusiasta e apaixonado pelo mundo da estratégia digital. Consultor em várias empresas, com experiências académicas e profissionais em vários países. Dedica a vida a ensinar e aprender como se maximiza a presença online de pequenas e médias empresas, num contexto cada vez mais complexo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.